Total de visualizações de página

ESPAÇO HOLÍSTICO

ESPAÇO HOLÍSTICO
SOMOS TODOS ENERGIA

SIGA O BLOG - CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA NOTIFICAÇÕES DE POSTAGENS

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

S.O.S. ÁGUA

CODEMIG: VAMOS SALVAR AS ÁGUAS MILAGROSAS DE CAMBUQUIRA E CAXAMBU

Esta petição está esperando pela aprovação da Comunidade da Avaaz.
CODEMIG: VAMOS SALVAR AS ÁGUAS MILAGROSAS DE CAMBUQUIRA E CAXAMBU
1.000
963
963 assinaturas. Vamos chegar a 1.000

Por que isto é importante

A CODEMIG lançou, dia 07/02/2017, um processo de consulta pública para "vender" as nossas águas para empresas predadoras!

Querem acabar com o nosso maior patrimônio, nosso bem mais precioso, que a natureza nos concedeu, oferecendo ao predator de mãos beijadas!

O Presidente da Nestlè declarou: SERES HUMANOS NÃO TÊM DIREITO À ÁGUA. DEVIA SER PRIVATIZADA.

Quando privatizarem as nossas águas, será muito tarde...! Perderemos nosso maior tesouro!

Água é vida, é saúde, é um direito humano e bem público, e não para enriquecer o bolso de poucos!

Esse abaixo‐assinado será protocolado na licitação 01/2017 da CODEMIG, modalidade consulta pública, para evitar que entreguem o nosso patrimônio para as mãos dos predadores da água. ÁGUA É VIDA E NÃO MERCADORIA!!!

Link para a consulta pública, com o edital e anexos:

http://www.codemig.com.br/licitacoes/CODEMIG/47‐17/

Abaixo‐assinado realizado pela: ONG Nova Cambuquira

Notas adicionais:
Água não é mercadoria. O município não ganha benefícios com o envase das garrafas e, ademais, como seria possível se garantir um "bom" contrato no caso da exploração comercial de um bem que é essencial à vida?
Cambuquira, ao se colocar como uma cidade azul, por meio do decreto 2121/2014, comprometeu‐se em proteger as águas, como um direito humano e não um bem comercial. E é isso que todas as cidades do circuito deveriam fazer. A licitação abre margens para a exploração com o fito de lucro e consequente para o esgotamento dos fontanários. Atualmente, a água mineral faz parte do código de mineração, o que significa que pode ser explorada até o seu esgotamento, assim como aconteceu com o ouro.
A Maude Barlow colocou quando veio à Cambuquira, disse: “O planeta está com sua água se esgotando. A crise de água é a maior hoje em dia. Tudo que aprendemos nas escolas sobre a água está errado. Colocamos a água onde queremos e não onde deve ser colocada. Minam a água como já fizeram com o ouro (...). Nossa água é explorada e exportada”.
Abrir as portas para essas empresas privadas é colocar o bem mais valioso na mão de poucos. Temos que ficar alertas, porque água não é mercadoria, mas sim um bem essencial à vida! Fundamental para o futuro das presentes e futuras gerações. Nossos filhos, netos, bisnetos, dependem da nossa sensibilização quanto a este bem tão precioso e raro na natureza que tem valor, além de gastronômico, cultural e também terapêutico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog